quarta-feira, 21 de setembro de 2011

A réplica e o original!

Corria o ano de 1985 e o município brasileiro de Congonhas, a sul de Belo Horizonte, rejubilou com a classificação de Património da Humanidade pela UNESCO do Santuário do Bom Jesus de Congonhas. Este santuário foi construído por artistas portugueses, extasiados pela beleza de um outro santuário em Portugal: o Bom Jesus do Monte.
A réplica está classificada. Falta agora a merecida distinção para o original! Se melhor argumento houver, não o encontro...

2 comentários:

  1. Eu diria que nem aos calcanhares chega do Original.

    ResponderEliminar
  2. Concordo!Estamos atrasados (como sempre, e o que nem sempre é sinónimo de involução) mas vamos lá de certeza... I'm sure about it!

    ResponderEliminar