quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Yes we can!

Foi um Braga decidido e determinado aquele que pela primeira vez ganhou em solo inglês. Defesa à frente da área – raras vezes os atacantes do Birmingham conseguiram ter iniciativa dentro da área de Quim – bola a circular pelo chão com passes curtos e ao primeiro toque. Futebol rápido, com eficazes movimentações a permitir a entrada de jogadores a rasgar a defesa adversária que, apesar do erro de Elderson que permitiu um perigoso contra-ataque ao minuto 3, abriu caminho a um belo golo construído pelo flanco esquerdo. Hélder Barbosa passou a bola para Elderson e este cruza novamente para Hélder que, com um remate de belo efeito, inaugura o marcador. Estavam passados apenas 6 minutos e a partir daí vimos uma equipa de nível superior a jogar.
O meio-campo do Braga esteve irrepreensível, com Djamal e Hugo Viana em grande destaque. Nuno Gomes foi feliz no apoio a Lima, que poderia ter marcado o 2-0 ainda antes do intervalo. Foi, contudo, o Birmingham a dar pequenos sinais de reacção, apenas no final da 1.ª parte.
No tempo complementar foi uma vez mais o Sporting de Braga a surgir com bastante espaço para expandir o seu futebol e com intervenções de bom nível dos protagonistas mais avançados. O segundo golo do Braga ia-se adivinhando e surgiu mesmo numa excelente desmarcação de Lima que enviou uma bomba à baliza de Myhill e consumou o domínio arsenalista. Após este golo, o jogo foi do Braga e o terceiro só não surgiu por infelicidade de Lima aos 69’ e Hélder Barbosa no minuto a seguir. Foi contudo o Birmingham a marcar ao minuto 71, num excelente lançamento para as costas da defesa do Braga, que permitiu a King dar esperança de recuperação à sua equipa. A defesa do Braga ficou a aguardar um fora de jogo e acabou completamente batida, não dando hipótese de intervenção a Quim. O guarda-redes português que foi valioso ao minuto 82, numa fase em que a equipa da casa acreditava do empate.
Todavia, foi o Braga a dar, uma vez mais, uma prova de classe ao marcar o 3.º tento. Cruzamento excelente do estreante Carlão para a pequena área, onde surgiu Hélder Barbosa – o herói do jogo – a concluir da melhor forma.
Estava consumada a primeira vitória do Braga em solo de Sua Magestade, com um nível exibicional muito elevado e a fazer sonhar uma vez mais os adeptos do Braga. Segunda-feira será a vez do adversário mais aguardado pelos braguistas: o Vitória de Guimarães! E que se preparem, pois este Braga a jogar assim será muito difícil de travar.
Força Braga! Já dá para sonhar…

Sem comentários:

Enviar um comentário