quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Infias: o novo ponto negro do tráfego bracarense


Longe vãos os tempos em que a rotunda do Santos da Cunha era encarada como um local de passagem a ser evitado, dado o trânsito que se acumulava nesta zona, em particular nas horas de ponta. As novas variantes vieram aliviar o cenário, não tendo contudo resolvido os problemas de trânsito.
Há uns tempos atrás, foi-se notando um acréscimo significativo de trânsito nos acessos Norte da cidade. A quantidade de pessoas vindas dos concelhos de Vila Verde, Amares ou Terras de Bouro, tem crescido significativamente. Todos os dias pela manhã se sente o verdadeiro ‘entupimento’ de trânsito, algo que se repete a partir das 17h, e às vezes em outras horas do dia.
A rotunda de Infias, por ser ponto de encontro de outras vias de acesso relevantes, acaba por ser o ponto negro mais notório da actualidade do tráfego automóvel bracarense. Já há muito que tal situação se verifica. A autarquia demora em dar uma resposta evidente. Talvez um desnivelamento? Talvez reformular o trânsito e a forma de circulação no nó de Infias? Semáforos? Acabar com a rotunda?
Enquanto se não faz uma análise que estude soluções viárias, os bracarenses que tem que passar por aqui, estão condenados a perder a paciência.
A mobilidade, dizem os estudos, é um problema na cidade de Braga. Para quando soluções?

Sem comentários:

Enviar um comentário