sábado, 7 de janeiro de 2012

O turismo da inveja...

Como se não bastasse o futebol, a capela de Santa Maria Madalena ou as velhas rixas do passado, agora é o número de turistas que conduz as discussões na Câmara de Guimarães. Como Braga vem tendo sucessivamente mais do dobro dos turistas desta cidade minhota, criou-se um grave problema institucional…
De facto, Braga tem mais (e melhor…) património, tem uma história mais extensa, mais importância demográfica, económica e administrativa, mais hotéis e dinamismo comercial, mesmo sem uma política cultural devidamente formatada, acaba por ter também mais oferta neste campo. Porém, isso não interessa nada quando a inveja toma conta das ideias e dos princípios de um bairrismo que se transmuta em facciosismo e fundamentalismo.
É natural que Braga tenha mais turistas, dada a diferença de dimensão entre as duas cidades. Mesmo não tendo um plano estratégico para o turismo, mesmo não desfrutando ainda de uma classificação como Património Mundial, Braga teve 262.965 dormidas ao longo de 2011 contra as 129.113 de Guimarães.
Estes números demonstram que, se Braga apostasse seriamente numa estratégia turística, os frutos para a economia e para o desenvolvimento da cidade, poderiam ser ainda mais significativos.
Relativamente à franja de vimaranenses que insiste em fazer analogias com Braga, é caso para dizer "Acordem para a vida!".

1 comentário:

  1. O título deveria ser Braga atrai 100% mais turistas que Guimarães, ou, em alternativa, Guimarães atrai 50% dos turistas de Braga.

    Como saiu é grande argolada! Dá para perceber porque há tanta gente a perder dinheiro na Bolsa.

    ResponderEliminar