segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Braga, a cidade de...S. Fortunato!

É frequente verificarmos surtos de neo-intelectualismo nos jornais e revistas locais e nacionais. É um problema quando alguém se põe a escrever sobre o que não sabe muito bem, ou apenas lhe parece.
Foi o caso de uma espécie de crónica colocada como comentário avalizado sobre o Sporting de Braga, analogando-o com a urbe do qual é embaixador.
Assim, ficamos a saber, através de um senhor chamado Eugénio Queirós, que Braga tem origem romana, sendo "a cidade mais importante do hoje Norte de Portugal" - leia-se: a cidade mais importante do actual território nacional! É verdade, senhores lisboetas...
E a lição de história continua, dizendo que foi também a cidade de "S. Martinho de Dume e S. Fortunato!". Obviamente, que o senhor quereria dizer S. Frutuoso, que se viu subitamente rebaptizado...
O pontapé seguinte na história brácara é dado na origem da Arquidiocese de Braga: "desde o século VI". Parece que não. Pelo menos desde finais do século IV (ano 400) com D. Paterno, mas pode ser anterior.
Depois desta baralhada histórica, mistura-se Adolfo Luxúria Canibal, com o Libertino do Luiz Pacheco... Ena, que confusão!
Fica bem falar de Braga hoje em dia, e isso é salutar, porém é preciso saber dizer!
Aqui fica a retificação.

1 comentário: