sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

Braga é a 1.ª cidade do país com “sem abrigo voluntários”

Já estamos muito habituados aos ‘recordes’ que a nossa cidade é capaz de bater.
Já tivemos o maior túnel do país, o maior parque de estacionamento, o maior painel de transmissão de um estádio, o maior Pingo Doce… Ontem ficamos a saber de mais um!
Também usufruímos dos primeiros ‘sem-abrigo voluntários’!
O presidente da Câmara, Mesquita Machado, surpreendeu ontem os bracarenses com uma inusitada declaração em que nos informa que em Braga as pessoas que vivem na rua "são sem-abrigo porque querem, são sem abrigo voluntários".
O Sr. Presidente inventou um novo qualificativo, que até daria para grandes considerações filosóficas.
É certo que existe uma casa de acolhimento da Cruz Vermelha, que muitos sem-abrigo recusam frequentar devido à insegurança que os próprios incorrem, devido a situações de falta de respeito entre os utentes (segundo dizem…) e também à distância a que fica do centro da cidade, onde costumam mendigar.
É óbvio que Mesquita Machado, enquanto cidadão, até pode ter alguma razão no que diz. Muitos efectivamente recusam ir para o centro de acolhimento. O problema, que se coloca, é que enquanto autarca e responsável máximo pela cidade, Mesquita não pode dar a resposta que deu, muito menos rejeitar responsabilidade perante a vaga de frio que afecta os bracarenses…

Sem comentários:

Enviar um comentário