domingo, 12 de fevereiro de 2012

Eis que no meio da névoa, surgiu o bom senso!

Há uma boa-nova no seio da concelhia do PS Braga. Cláudio Silva, que recentemente se demitiu das funções de director-geral da Braga Capital Europeia da Juventude, por supostas divergências com Hugo Pires, é o nome apontado pelos militantes socialistas que não concordam com as denominadas candidaturas da continuidade.
Este grupo de militantes, que poderá ver a sua base de apoio alargada, pretende uma efectiva mudança de rumo e sensibilidade no Partido Socialista. A sede pelo poder que parece conduzir as candidaturas adversárias, demasiado vinculadas a 'vícios' e 'amizades' que dominam a actual cena política em Braga, não apresenta unanimidade, como seria de esperar.
O receio de que o PS perda as eleições autárquicas deve dar lugar a um projecto político renovado e que apresente novos rostos e vontade de rasgar com o passado. E se o PS perder, por isso, as próximas autárquicas? Aí as culpas também serão do actual poder, que não soube dar espaço a novos projectos e ideias...
E não fará bem ao partido ser oposição por uns tempos, para perceber o que não realizou tão bem e colocar de lado alguns tiques arrogantes? E, se os bracarenses efectivamente desejam o melhor para Braga, quem sabe se o melhor não poderá vir do adversário?
Eis que no meio de uma névoa de ambição e velhos hábitos, aparece um rastilho de bom senso. A provar que no PS Braga há pessoas inteligentes, com bom senso e que percebem o findar de um projecto. Mesquita Machado chegou ao fim. Com muitas virtudes, mas também com atitudes passíveis de condenação, até pelo mais ferrenho partidarismo.
Não conheço bem Claúdio Silva e, provavelmente, nem irei preferi-lo nas autárquicas 2013, todavia espero que sim, que rompa com o passado e se apresente aos bracarenses com vontade de ser diferente, independente de interesses e amizades e, acima de tudo, com vontade se servir Braga e os bracarenses. Pelo menos sabemos que não comunga as imperfeições dos três presumíveis adversários...

Sem comentários:

Enviar um comentário