quarta-feira, 4 de abril de 2012

Uma questão de coerência...

Ontem à noite recebemos uma boa notícia: João Gobern, pseudo comentador desportivo da RTP Informação, foi dispensado da sua colaboração no programa Zona Mista. Esta decisão surge na sequência de uma polémica em torno de um gesto deste senhor, festejando em directo o segundo golo do Benfica perante o Sporting de Braga.
Os adeptos braguistas, com toda a legitimidade, revoltaram-se contra esta atitude, que manifestava falta de respeito pelos espectadores não-benfiquistas e uma falha tremenda na ética de um programa de comentário desportivo, que pretendia pautar-se pela seriedade. Recordemos que se trata da televisão pública (se fosse a SIC, já estaríamos habituados a reportagens, tantas vezes, feridas de incoerência e com uma leitura da realidade apropriada à mensagem de um certo clube de Lisboa, arrisco eu...), que tem uma missão de universalidade e coerência para com os portugueses.
Efectivamente já estamos muito habituados a uma comunicação social que transforma a leitura da realidade a partir dos seus interesses particulares e intérpretes. Quando o assunto é futebol, ainda mais interesses giram em torno da qualidade da informação. Só isso pode explicar o que se passou há dois anos, quando o Braga viu jogadores seus serem afastados da competição por dirigentes e órgãos da comunicação social, ou o facto de quase ninguém ter comentado o penalti claro de Javi Garcia sobre Lima e terem passado a semana anterior a analisar até à exaustão um lance claro de agressão que ditou a expulsão do jogador Aimar. Chamar incoerência a isto é muito pouco...
É certo que o afastamento deste pseudo-comentador desportivo não vai mudar o estado da comunicação social em Portugal, nem o tratamento dado ao Sporting de Braga.
Mas é um sinal de que nem tudo é permitido, e que os adeptos do maior clube do Minho, quando unidos, conseguem fazer valer a sua posição.

Continuemos assim, e mostremos a nossa força e confiança no cordão humano do próximo sábado.
Eu vou! E tu?

Sem comentários:

Enviar um comentário