segunda-feira, 24 de junho de 2013

"A primeira cidade" nos cultos de S. João

A procissão era o grande momento das festas sanjoaninas. Na descrição do préstito em honra de São João Batista de 1754 é referido que a «tão Augusta como Fidelíssima Cidade de Braga» é «sempre a primeira nos cultos do mesmo Santo».
Uma prova de que as festas bracarenses se afirmavam já no contexto nacional!

3 comentários:

  1. Caro Rui Ferreira, gostava de saber se existem mais cartazes históricos como este?

    Pretendo fazer vários tópicos dedicados ao São João e como poderá Braga combater o ataque feroz que este tem sofrido por parte do lobby do Porto, que leva a que o São João de Braga com uma história quase milenar seja banido dos telejornais.

    P.S. Utilizei a imagem aqui no Bracarae.
    http://forum.bracarae.com/viewtopic.php?f=47&t=1481&start=150

    Pretendo também fazer ver a políticos locais como o Vítor de Sousa que o povo não é burro nem ignorante, e que a atroz falta de ambição e desconhecimento que revela, não se coadunam com os interesses de Braga e do nosso São João.

    ResponderEliminar
  2. Caro Carlos,
    Este não é um cartaz, mas a folha de rosto de um documento relativo a uma remodelação dos quadros da procissão de São João. O carro dos pastores, provavelmente, nasceu a partir desta data.
    Existe uma colecção riquíssima de cartazes do São João. O cartaz servia para atrair forasteiros e eram, pelo menos desde o final do século XIX, ilustrados com desenhos. Aqui há uns anos realizou-se uma exposição com o auxílio da ASPA, que deu origem a uma publicação com uma parte deles. No Arquivo Distrital podem ser fotografados. Em breve terei que o fazer, dado que a minha tese de mestrado será sobre o São João, que tanto necessita de ser valorizado e divulgado. Terei todo o gosto em ceder-te esse material. A culpa não é apenas das televisões, é também da falta de ambição de quem lidera a Associação de Festas. Basta ler a recente entrevista concedida ao CM. Lamentável...

    ResponderEliminar
  3. A divulgação e exposição dos cartazes, assim como a criação de uma exposição permanente dedicada ao São João de Braga, num dos Museus da cidade, ou no "futuro" Museu da Memória de Braga, seria uma excelente forma de valorizar as festividades e o património cultural da cidade.

    ResponderEliminar