segunda-feira, 23 de julho de 2012

A galeria Mário Sequeira


@ www.mariosequeira.com
A Galeria Mário Sequeira, localizada em Parada de Tibães, a escassas centenas de metros da Estação da C.P., é um recurso cultural bracarense com uma oferta de arte de qualidade muito elevada, com uma missão baseada na contratação de artistas consagrados ou em vias de projecção. É uma das mais importantes galerias portuguesas, sendo das raras a ter lugar nas principais feiras internacionais de arte.
Devido ao facto de procurar promoção apenas em canais internacionais, relegando o mercado interno e as suas fontes de promoção para segundo plano, é pouco conhecida entre os bracarenses, porém eleva o nome da cidade junto de públicos muito exigentes.
Em 2000, instalou-se num novo edifício, com cerca de 900 m2, o qual possui características especificas para a apresentação de arte contemporânea. Tornou-se uma referência da arquitectura especializada na exposição de arte, pelo que é visitado anualmente por centenas de alunos de universidades europeias.
Desde 27 de Novembro de 2010, a Galeria Mário Sequeira, em parceria com Javier Lopez, tem um novo espaço de exposições em Madrid, na zona de La Florida. A galeria após uma fase de exploração e desenvolvimento até 1999, entrou numa fase de crescimento no período 2000-2010.
Os agentes principais de crescimento foram as exposições com artistas de renome e, particularmente, a aposta num edifício que se transformou em referência para a arte contemporânea. Um dos factores determinantes do sucesso, foi a definição clara de um nicho de mercado e a constituição de uma estrutura capaz de a satisfazer.
Os factores que poderiam ser encarados como desvantagem - localização num país e cidade periféricos relativamente rota da arte contemporânea - acaba por ser superado pelo elevado grau financeiro dos clientes e visitantes, que têm facilidade em deslocar-se e agradecem a discrição.
Neste momento a galeria vive uma fase de consolidação, detendo uma grande estabilidade relativamente ao volume de negócios e aos destinatários das suas iniciativas. A internacionalização, confirmada com a galeria de Madrid, revela maturidade e pode proporcionar novos desafios.
A direcção da galeria chegou a ter um projecto de construção de um museu de arte contemporânea, com o espólio particular da galeria. Buscaram apoio junto da autarquia e do Ministério da Cultura, não tendo todavia resposta positiva.
Braga, devido ao novo estádio municipal, desenhado pelo arquitecto Souto Moura, e premiado com o Secil Arquitectura e Engenharia, para além do reconhecimento internacional, está na rota da arquitectura contemporânea. Com o destaque e reconhecimento obtido pela galeria Mário Sequeira, Braga poderia beneficiar de um projecto alargado no âmbito da arte contemporânea, que poderia ser factor de captação de turistas com elevado poder de compra.

2 comentários: