terça-feira, 7 de agosto de 2012

Ângulo Maior: pedras da muralha medieval



A muralha medieval de Braga foi sendo destruída ao longo do século XIX e XX. Das suas 1527 varas e oito portas ou postigos, pouco resta. Por isso mesmo, todos os seus vestígios merecem ser preservados e valorizados.
Surpreendentemente, num discreto recanto do museu dos Biscainhos estão uma série de pedras de armas reais que deverão ter pertencido à cintura medieval bracarense. Talvez cá tenham vindo parar aquando da constituição do museu distrital e por cá ficaram.
Mais exemplares que mereciam figurar no futuro museu da Cidade de Braga.

2 comentários:

  1. Segundo penso, foi no final do Século XX e inicio do século que demoliram grande parte da muralha, para usar a pedra na construção de novos edifícios ????
    Nas traseiras dos edifícios da rua do Anjo, do lado poente, é visível a muralha medieval. é notória no bar Latino Café café, assim como na rua dos Biscainhos do lado nascente.

    ResponderEliminar
  2. Cotinelli, a demolição de parte da muralha medieval foi no final do séc. XIX. No princípio do séc. XX foi a demolição do Castelo (cadeia). Em todas as traseiras da atual rua de S. Marcos e da rua do Anjo é possível ver parte da muralha. Curiosamente essa muralha é parte da cidade e não dos proprietários das casas. Ainda há outros troços da muralha visíveis (ou perceptíveis) pela cidade, não só perto das duas portas que hoje restam, mas também em alguns edifícios, particularmente no Campo da Vinha, onde existia um postigo

    ResponderEliminar