terça-feira, 14 de agosto de 2012

As lamentáveis (in)verdades do futebol português

@ www.record.xl.pt
O que aconteceu no jogo amigável entre um clube de Lisboa, chamado Benfica, e os alemães do Fortuna Dusseldorf, é um mau prenúncio para o campeonato nacional de futebol que se avizinha. Luisão agrediu um árbitro, com um gesto imprudente, e assistimos a uma tentativa de branquear e desculpabilizar esta situação da parte de alguns órgãos de comunicação afectos a este clube lisboeta. Uma imagem de tantas outras situações graves que acontecem no futebol português, que são camufladas por alguma imprensa dita da especialidade e, pasmem-se, até por um canal televisivo de referência. Mais grave foi o riso irónico de treinadores, jogadores e dirigentes deste clube perante a situação. A falta de ética e correcção não pode nunca ir tão longe...
Javi Garcia, todos sabemos, é um jogador que frequentes vezes usa a agressividade como uma arma dentro de campo, sendo raras vezes penalizado pelas atitudes que toma. O Benfica mete medo a muitos árbitros, que se deixam condicionar frequentes vezes pela pressão mediática. Um árbitro alemão, despreocupado com estas questões, decidiu expulsar o jogador. O capitão da equipa, Luisão, desesperado, decide ir ter com o árbitro e toma uma atitude lamentável. 
Quererá isto dizer que, quando situações semelhantes ocorrerem nas competições internas, os jogadores deste clube vão reagir da mesma forma? É assim tão grande a exigência de ganhar neste clube, que implica passar por cima dos opositores e recorrer a actos condenáveis, tal como aconteceu em 2009/2010?
Como bracarense e braguista tenho receio de ver repetidas as situações de épocas anteriores.  Esta atitude pode ser um indicador de uma maneira de estar no futebol e na competição muito duvidosa e questionável.

A verdade, por mais que se tente condicionar a imprensa e outros agentes desportivos, é só uma, pese os pontos de vista. Espero que os benfiquistas também lutem por essa lealdade e honestidade, pondo em causa os seus jogadores, dirigentes e treinadores...

Sem comentários:

Enviar um comentário