sábado, 25 de agosto de 2012

Miguel de Carvalho, um bracarense de fibra

O martírio de Miguel de Carvalho está brilhantemente retratado no tecto do salão nobre dos Biscainhos

Hoje, a Igreja Católica recorda um dos bracarenses mais ilustres e corajosos da história brácara. Miguel de Carvalho nasceu em Braga, em 1577, de família nobre e rica. Com 20 anos pediu para ser admitido na Companhia de Jesus (Jesuítas). Cinco anos depois, partia com um grupo de missionários para o Oriente. Em Goa, terminou o curso de teologia e aí fica alguns anos como professor. Mas o seu desejo era partir missionário para o Japão e, apesar das grandes dificuldades que os cristãos por lá viviam, consegue integrar-se num grupo de viajantes, disfarçado de soldado.
Durante alguns anos conseguiu iludir as autoridades, pregando nos mais diversos lugares, até que um dia o descobriram e o condenaram a morrer pelo fogo.

O Papa Pio IX beatificou-o em 1867.

1 comentário: