segunda-feira, 27 de agosto de 2012

Os verdadeiros bracarenses

«Sinceramente, não sei como é possível, hoje em dia, ser-se de Braga e não ser do SCBraga. É uma traição que o clube e todo o seu projeto não merecem. Claro que continuam a existir casos em que haverá jovens bracarenses adeptos do Benfica, do FCPorto e até, quiçá, do Sporting. Por muito que me esforce, não os consigo compreender. Para qualquer bracarense, o SCBraga deve ser hoje um motivo de orgulho e um exemplo.»
Vítor Serpa, director do jornal A Bola

É extraordinário que um benfiquista como Vítor Serpa teça estas declarações certeiras e objectivas. Se é natural e democrático que no mesmo espaço convivam adeptos de vários clubes - quer por tradição familiar, quer por legítima opção pessoal - é inegável que é mais autêntico bracarense aquele que defende, acima de tudo, a sua cidade. Não se trata de menosprezo ou diminuição, mas do reconhecimento de um facto. 
Estranho, sim, é haver bracarenses contra o Sporting de Braga, apenas porque este ousou desafiar o seu clube do coração. Sempre que o Braga alcança uma vitória significativa, em Portugal ou na Europa, é o nome da cidade e do município que sai valorizado e se torna mais conhecido, com todos os benefícios mediáticos e económicos que daí advém.

15 comentários:

  1. O lugar desse clube é a II divisão.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Presumo que se refira ao Benfica. Também concordo.

      Eliminar
  2. Já agora eu sou de Braga.

    ResponderEliminar
  3. Tanto braguista que há agora. Os mesmos que enchiam o 1º de Maio com bandeiras do SLB. Não há adeptos do braga mas do Porto e anti benfiquistas.

    ResponderEliminar
  4. Nasci no seio de uma família benfiquista, sou benfiquista desde que me lembro, e ao ser-se benfiquista sente-se uma mística especial de um clube que não representa uma cidade, mas um país. Por isso, não consigo apoiar outro clube que não o Benfica, nem consigo fazer como alguma gente que conheço, que mudou para o SC Braga nesta sua recente vaga de sucessos. Estaria a ser hipócrita( como, aliás, muita gente está a ser) se dissesse que o meu clube do coração agora é o Braga. Para além do mais, os braguistas criaram um certo estigma de ódio contra o Benfica, até ao ponto de agredirem os adeptos benfiquistas nos seus festejos em 2010, mas deixando os portistas festejar em paz e harmonia em 2011 e 2012. Para mim, isto significa que o Braga não é mais do que um seguidor do FC Porto, o grande rival do Glorioso!

    ResponderEliminar
  5. Os "Braguistas" (termo recente inventado poque existem muitos Bracarences adeptos do Benfica) são uns adeptos interessantes,
    Ontem eram adeptos do Benfica ou de outro clube qualquer´, hoje são anti-Benfica (mas dizem-se adeptos do Braga) , e amanhã voltam a ser adeptos de outo clube qualquer não impota qual porque adeptos do S.C.Braga eles não são.

    ResponderEliminar
  6. Conheço um rapaz que era adepto ferrenho do FC Porto (e ainda deve ser) que agora anda pelas claques afectas ao SC Braga, e até já fez uma tatuagem no peito a dizer "SC BRAGA". Só lhe falta é uma coisa, apagar a tatuagem que tem na perna em forma de dragão. E é assim muita da massa adepta do SC Braga...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Esse tipo de generalizações são altamente falaciosas. Continue a viver no seu mundo de fantasia, o mesmo que diz que o Luisão não agrediu um árbitro ou que no jogo Benfica-Braga o prejudicado foi o clube da casa... Lamentável!

      Eliminar
    2. O meu mundo diz que o Luisão agrediu o árbitro e que ambos os clubes foram prejudicados no Benfica-Braga. Essas afirmações são iguais às dos "seguidistas", infundadas, pois nunca me viu aqui a defender a gestão do Engº. Mesquita Machado. Pense antes de escrever o que quer que seja.

      Eliminar
    3. Várias vezes defendeu aqui o seu partido. A minha afirmação vem nesse "seguimento".
      Reveja, sim, o que escreveu atrás sobre os adeptos do Sporting de Braga, fazendo generalizações apressadas e que estão muito distantes da realidade. Há muitos anos, muito antes de Salvador, que vou ao estádio com o cachecol do Sporting de Braga e a maioria das pessoas que estão na minha bancada são as mesmas desse tempo.
      Depois de reconhecer a natureza dos seus comentários, sim, poderá ter moral para aconselhar outros a pensar antes de escrever.
      De qualquer forma, agradeço o seu contributo. Também me ajuda a pensar e a melhorar a forma de me expressar.

      Eliminar
  7. Eu sei que ser socialista em Braga é ser conectado com a gestão do Engº Mesquita Machado e como alguém que anda atrás de tacho. Pois bem, sou uma espécie de crítico da gestão do Engº Mesquita e estou na política por paixão. Ser socialista em Braga é muito mais do que andar de mãos dadas com o executivo camarário, ser socialista em Braga é também pensar a cidade de outra forma e defender os ideais da social democracia. Quem me conhece, sabe que sou um crítico da actuação do Partido Socialista em muitos quadrantes, quem me conhece, sabe que sou uma pessoa de esquerda. Defendo o meu partido quando é atacado injustamente, tal como o critico quando actua mal. Se defender o PS é ser seguidista, então que o seja, mas na minha consciência e na consciência de quem me conhece bem, sei que sou socialista! Tenho a noção que ser socialista hoje em dia é estar conectado com vários interesses e movimentos existentes dentro do partido (nos quais não me revejo), é ser culpado do actual estado do país. No entanto, não me fico pela apatia, pelo alheamento político. Defendo uma ideologia e tomo partido, esse partido é o PS!

    ResponderEliminar
  8. Caro Luís Amaro, acredite que recebo com alegria essas palavras. O PS de Braga precisa de uma séria renovação de pessoas e ideias. Acima de tudo de colocar de lado os interesses económicos subjacentes e que vamos conhecendo. Por isso mesmo, deve achar natural que muitos bracarenses tomem a parte pelo todo e o considerem também parte integrada nestas políticas autárquicas. O mais que lhe posso desejar, com a máxima sinceridade é que ajude o PS Braga a ser diferente, o que significa menos populista e mais eticamente inatacável. Força!

    ResponderEliminar
  9. No meu último comentário, queria dizer "conotado", em vez de "conectado". Os erros são para se corrigir.

    ResponderEliminar
  10. eu não casei com uma mulher da minha terra, por que raio de carga de água hei-de ser adepto do SCB, ainda por cima, sendo eu contra as empresas municipalizadas....SCB/EM

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E o senhor tem a certeza que temterra?

      Eliminar