sábado, 1 de setembro de 2012

Lima já não é do maior clube do Minho

Hoje é um dia triste. Lima já não é jogador do Braga e assinou pelo Benfica. Mais do que sentir a inevitabilidade do negócio, que Salvador deve ter tentado evitar, fico com a sensação de um tiro dado nos próprios pés, dado que o Benfica é um adversário directo aos nossos anseios.
Trata-se de um jogador difícil de pôr de lado. Jamais esqueceremos os golos em Sevilha ou aquela noite em Barcelos... Acima de tudo, estou certo, Lima leva o Braga no coração. Ao contrário de outros que fizeram a mesma viagem, não vai derramar ingratidão ou desprezo.

PS - No meio disto surgiu uma boa notícia: Javi Garcia foi para o Manchester City. Significa que, em Portugal, vai haver menos agressões e deslealdades nos estádios...

3 comentários:

  1. Sá há coisa que tenho aprendido no futebol, é que os jogadores não têm amor ao clube, mas sim ao dinheiro. No momento da despedida, levam o clube no coração (segundo eles), mas passados uns dias já nem se lembram de que lá estiveram. O Javi, por exemplo, despediu-se com declarações melosas, mas parece que foi ele próprio que fez pressão para sair e ainda levou 5 milhões no bolso. Amanhã, pouco se lembra que esteve no Benfica, tal como o Lima. Hoje em dia, devemos ter paixão pelo nosso clube e não pelos jogadores, porque para esses é tudo uma questão de contrato. É assim o futebol...

    ResponderEliminar
  2. Concordo plenamente. É um facto que o dinheiro pesa bastante nas consciências! Todavia, há diferenças significativas na forma de encarar o passado. A gratidão é um valor, mesmo que o factor financeiro pese mais. O Lima seguramente que demonstrará sempre gratidão e afecto pelo Braga. É uma questão de carácter e Lima tem-no de sobra. Há outros jogadores que não tiveram ou terão a mesma atitude. Rodriguez, Andres Madrid ou Artur Moraes...

    ResponderEliminar
  3. Será que consegue falar de futebol sem dar uma bicada com ódio de estimação? O LFV lá fez mais um favor ao AS e ao super empresário. Comprar um jogador velho e em final de contrato só mesmo um amigo. O Jorge Mendes deve ter prometido que comprava os 40% que já eram dele.

    ResponderEliminar