sexta-feira, 19 de outubro de 2012

Ângulo Maior: reconstrução da capela de S. Frutuoso






A capela de S. Frutuoso estava escondida, desde tempos imemoriais, no interior de um convento franciscano. Foi Ernesto Korrodi quem alertou para a importância artística desta capela nos finais do século XIX. A partir daí seguiram-se debates entre os pensadores bracarenses e uma polémica reconstrução, levada a cabo na década de 1930 pelo arquitecto Moura Coutinho. Aqui ficam os testemunhos fotográficos da Direcção Geral dos Monumentos Nacionais.

1 comentário:

  1. Para avaliar da polémica com um mínimo de justiça, imperioso se torna ler o livro do próprio Moura Coutinho sobre o dito monumento. Foi publicado a título póstumo pela ASPA em 1978, com a colaboração de Francisco José Velozo. Uma obra rara e preciosa.

    ResponderEliminar