terça-feira, 30 de outubro de 2012

António Braga é o socialista mais popular

Sucessão a Mesquita Machado não está a ser pacífica no seio do PS-Braga
A sondagem já referida, que o Diário do Minho comenta na sua edição de hoje, traça ainda a popularidade dos putativos candidatos PS à Câmara Municipal de Braga. Surpreendente ou não, o rosto mais conhecido é António Braga, com 17,9%. Segue-se Vítor Sousa com 16,2%.
Hugo Pires, com uma popularidade em crescendo, mas ainda desconhecido do eleitorado menos urbano, aparece a uma distância significativa - 7,7% - embora tenha do seu lado a vantagem de poder incrementar a sua visibilidade. Na cauda dos aspirantes surge, sem surpresa, Nuno Alpoim com 4,7% e o independente José Mendes com 3,8%. Cerca de 46% não têm opinião!
Este último dado é o reflexo mais nítido de uma gestão autocrática dos últimos 36 anos, em que os poucos que aspiraram a um pouco mais de protagonismo foram sendo afastados para cargos dourados nas empresas municipais, de forma a não criar sombra. Esta opção deliberada de Mesquita Machado poderá custar caro ao seu partido de eleição.
Hoje, em Braga, há algumas pessoas muito mal dispostas e com alguma azia... Ganham as farmácias, com o incremento das vendas das marcas Compensan ou Rennie...

4 comentários:

  1. A diferença de 1% entre candidatos e 46% de indecisos é decisiva?

    Ponham o vosso candidato rio contra vitour sousa, ou melhor ponham psd contra ps e verão quem ganha. Iludam-se. Já lá vão 2.

    ResponderEliminar
  2. Este comentário não é para publicar.

    Queria apenas chamar a atenção do Rui Ferreira e pedir-lhe que alertasse o Carlos Santos.
    É o seguinte: um blog perde muita da sua interactividade (e, portanto, visitas; e interesse) quando não permite comentários sob anonimato, mesmo que sujeitos a moderação. Ora, os anónimos não são necessariamente gente mal-intencionada. A maior parte das vezes são preguiçosos que não estão para inventar nicks nem para decorar palavras-passe.
    O BragaMaior permite comentários de anónimos; e por isso vou deixando as minhas pobres achegas. Mas o mesmo não acontece com o BragaOn, o que resulta em seu prejuízo. E, infelizmente, a mesma política foi assumida para o blog do Braga+, o que me parece asneira.
    Espero que o meu lamento possa surtir algum efeito. Grato pela atenção.

    ResponderEliminar
  3. Uma sondagem com 506 respostas e 46% não sabem/não respondem!!!
    Isto é uma anedota. Ou uma encomenda!

    ResponderEliminar
  4. Por favor, isto já está como está, não piorem a situação ao trocarem o nome real dos medicamentos. Mesmo que seja de venda livre e para fins bem intencionados. Não é "Compensan" que se escreve mas sim Kompensan. E ainda há o Kompensan-S. Não vá a farmácia não aviar os carentes pacientes por erro gramatical e fonético.
    Bem hajam!!

    ResponderEliminar