terça-feira, 2 de outubro de 2012

Braga e Istambul - parte 2

Quanto ao futebol, a história é muito simples. Peseiro vestiu fato de gala pela primeira vez na época, escolheu a táctica certa e viu uma equipa de guerreiros "meter ao bolso" o campeão turco na primeira parte. Ao minuto 27, Rúben Micael deu vantagem ao Braga, na sequência de um lance do inspirado Éder. Mais dois golos ficaram por marcar em jogadas que pecaram pela falta de oportunidade de concretização.
A segunda parte foi diferente. Peseiro demorou muito a substituir o exausto Micael - campeão de perdas de bola - e o Galatasaray aproximou-se mais da baliza do Braga. Já perto do final, fez-se justiça e Alan encostou para o 0-2, após mais uma assistência do melhor em campo, Éder.

O maior clube do Minho ganhou, mostrou potencial e revestiu de esperança o sonho bracarense dos oitavos de final. Pela terceira vez o Braga ganhou na Turquia, a segunda na antiga capital do Império Romano do Oriente, a velha Constantinopla.

Sem comentários:

Enviar um comentário