quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Mapa de Braunio, a mais antiga representação de Braga

O mapa de Braga referente ao ano de 1594 é a mais antiga representação cartográfica da cidade. Esta gravura teve a honra de figurar no livro das Cidades do Mundo (o Atlas urbano de Georg Braun e Franz Hogenberg publicado em Colónia com o título Civitates Orbis Terrarum).  Portugal apenas teve três cidades representadas.
Este mapa permite-nos viajar no tempo e imaginar como seria a nossa cidade. Nele observamos já o largo do Paço, reformulado por D. Diogo de Sousa e um espaço denominado de campo dos Arcebispos, hoje a praça do município. Para além da configuração do antigo bairro das travessas, parcialmente alterado na segunda metade do século XIX, podemos percepcionar o crescimento urbanístico extra-muros já muito desenvolvido, nomeadamente no eixo da corredoura, em direcção a São Victor, no entorno da igreja de S. Vicente, no percurso até à Ponte de Guimarães (actual parque da Ponte) e na actual rua dos Pelames. Denota-se também o preenchimento total das parcelas dos "campos" (Vinha, Hortas, Santiago, Santana, Remédios e Carvalheiras) mandados abrir por D. Diogo, cerca de 80 anos antes. Ao centro do edificado aparece em grande escala a Sé, destacando-se ainda o edifício da Câmara (diante da Sé), o colégio de S. Paulo (actual seminário) e o castelo.
No canto superior esquerdo observa-se ainda as armas de fé do Arcebispo D. Frei Agostinho de Jesus, o senhor de Braga à época. Na outra extremidade observamos o brasão da cidade de Braga, que correspondia à fachada da catedral.

1 comentário: