terça-feira, 16 de outubro de 2012

Memória Maior: uma porta original

A porta do antigo Seminário de S. Pedro, hoje no largo de Santiago
O Seminário de S. Pedro nos mapas de Braga em 1594 (cima) e 1755 (baixo)
Ruínas do seminário de S. Pedro (à esquerda), nos finais do século XIX
Foi no dia 14 de outubro de 1880, ou seja, há precisamente 132 anos, que o seminário de S. Pedro, fundado em 1560 pelo arcebispo D. Frei Bartolomeu dos Mártires, foi transferido do seu edifício no Campo da Vinha para o antigo colégio de S. Paulo, que até 1759 pertenceu à Companhia de Jesus.
Nesse dia realizou-se uma "espectaculosa procissão em que foi conduzida a imagem de S. Pedro, que se venerava, como padroeiro na capela do antigo seminário, incorporando-se na procissão cerca de 800 padres".
aqui falamos deste curioso e monumental edifício, que serviu ainda de asilo de mendicidade, até ser demolido nos inícios do século XX. O que resta, como testemunho da memória do antigo seminário de S. Pedro, é uma interessante porta renascentista, transferida para o "novo" seminário e onde pode hoje ser admirada. Basta ir ao largo de Santiago e contemplar este raro elemento de arquitectura renascença, felizmente conservado para os vindouros, que somos todos nós.

2 comentários:

  1. Albano Belino menciona a existência de uma inscrição por cima da porta do seminario de S. Pedro que, à época (1900), estaria conservada na alameda das Carvalheiras:

    D. FR. BARTHOLOME΄A MARTYRIB΄. ARCHP΄. BRAC. HISPANIAR. RIMAS. ORDINIS. PRAEDIC: EX DECRETO. CÕCILII TRI. SUB PAPA PIO IIII ANO DNI. 1563. ULT⁰. CELEBRATI. SEMINARIŨ. HOC EX QUO. BONIS. TUM MORIB. TUM DISCIPLINIS. INFORMATI. SACERDOTES. PARIECIIS. PRAEFUTURI. PRONERENTUR. EX AEDIFICARI. IUSSIT IDQUE. DIVO. PETR₀ APOSTOL₀ DICATUM. VOLVIT. ANNO. SALUTIS. NOSTRAE. 1572

    ResponderEliminar
  2. Uma outra curiosidade: segundo diz Belino, a igreja do Seminario Conciliar, situada no largo de S. Paulo, “promoveu a sua construcção o Arcebispo D. fr. Bartholomeu dos Martyres que a destinava, com o edificio adjuncto, á fundação de um convento dominico a cuja Ordem elle Prelado pertencia. Por isso aos lados da capella mór tem gravadas na parede as armas portuguezas e dominicas, com estes dizeres por baixo: IHS VIRGA TUA ET BACULUS TUUS.
    Aproximava-se do seu termo a obra quando em 1560 passaram por Braga, com destino a Coimbra, alguns padres jesuitas que o Arcebispo obsequiou, pondo á sua disposição o convento para pernoitarem n΄elle. A hospedagem não lhes desagradou, e o Arcebispo levou a sua generosidade mais longe offerecendo-lhes o convento e egreja mediante contracto feito com S. Francisco de Borja, commissario geral da Companhia, aos 30 de agosto do referido anno”.

    ResponderEliminar