sexta-feira, 2 de novembro de 2012

O relógio da Câmara Municipal de Braga

A nova avenida Central vai dar mais lugares de estacionamento que a Britalar vai explorar
No passado dia 23 de agosto, ou seja há cerca de dois meses e uma semana, a Câmara Municipal de Braga anunciava a interrupção da circulação automóvel na avenida Central (a partir do túnel) e rua dos Chãos por um período de "cerca de um mês".
Hoje, dia 2 de novembro, mantém-se a interrupção automóvel, sem que haja motivo aparente para este atraso, algo que muito prejudica comerciantes e os transeuntes. Mais um tiro no comércio tradicional...
O relógio da CMB anda bastante atrasado. Pior só o que se passa nas obras da suposta renaturalização do rio Este, que já deveriam estar concluídas, mas só lá para as vésperas das autárquicas é que vão estar prontas. Vai uma aposta?

Perante estes atrasos, que justificação dá a Câmara Municipal? Haverá derrapagens nas adjudicações?

5 comentários:

  1. Na imagem virtual, é visível que estão a planear colocar na curva os já famosos mecos estoura-jantes. Aliás, andam bem entretidos a espalhá-los no Largo Carlos Amarante. Entretanto, pode-se ver o resultado da brincadeira na Praça da Galiza (Camionagem): metade deles partidos ou danificados, com o consequente estrago do piso do passeio, e dando para imaginar o resultado da coisa nas viaturas que neles embateram. Que bonito...

    ResponderEliminar
  2. O teu governo tb prometeu uma coisa e fez outra.
    Ao menos estas obras vão ser cumpridas.

    ResponderEliminar
  3. Observar a cidade, identificar o que está bem e o que está mal, o que é admissível e o que ultrapassa os limites do bom senso... é um direito e também um dever do cidadão.
    Quem é da cor política de quem tem definido os destinos da cidade tem também olhos para ver, cabeça para pensar e ouvidos para ouvir e, como cidadão de um país em crise, deverá de ter o bom senso de perceber que em Braga há muitas decisões que não se entendiam já nos últimos anos mas que agora se tornam mais aberrantes ainda.

    ResponderEliminar
  4. Em conversa com um morador, descobri que no largo da Senhora-a-Branca, o espaço que liga este largo à rua que passa por trás e leva à Carlos Amarante, não estava previsto ser intervenionado. Até aqui tudo bem, embora discutível... acontece que a empresa que fez a intervenção, usou e abusou do local para servir de cais das obras, danificando todo o local. Agora a obra de beneficiação vai arrancar... paga por todos!

    ResponderEliminar
  5. Hoje, 6 de Novembro, a Câmara responde à primeira denúncia do post: que "as obras do topo Norte da Avenida Central ficam prontas no final deste mês e as da Rua dos Chãos em meados de Dezembro".
    Quanto às mentiras anteriores, nem um pio...

    ResponderEliminar