sábado, 8 de dezembro de 2012

8 de dezembro em Braga

© Rui Ferreira 2012
 Hoje é feriado, porque a tradição cristã de Portugal recorda o dogma da Imaculada Conceição. A cidade de Braga foi precursora desta devoção no nosso país, não apenas no século XIV, altura em que a diocese é pioneira a instituir o culto, mas também posteriormente. A 24 de Fevereiro de 1647 a cidade de Braga é consagrada a Nossa Senhora da Conceição, dando sequência ao que já havia ocorrido no sínodo da diocese ocorrido uma década antes. Mas a grande homenagem da cidade de Braga à Imaculada Conceição é o Santuário do Sameiro. Poucos anos após a proclamação do dogma, um padre bracarense, Martinho da Pereira da Silva, entusiasmado pela acção do Papa Pio IX e pelas potencialidades da montanha mais alta que se debruçava sobre Braga, decide empreender a construção de um monumento, que se tornará na maior homenagem portuguesa em honra da Imaculada Conceição. A 14 de Junho de 1863 é lançada a primeira pedra de uma estátua, cuja misteriosa implosão, fez crescer o número de devotos. No final do século XIX já estava a basílica em construção e os peregrinos não paravam de aumentar. A imagem da Imaculada Conceição do Sameiro foi esculpida em Itália, tendo sido benzida em Roma pelo Papa Pio IX e validada pelo maior escultor português de todos os tempos, Soares dos Reis. Seria à época o mais importante santuário português. Com o surgimento de Fátima, passa a ser o segundo maior destino mariano de Portugal, tendo recebido a visita do Papa João Paulo II em Maio de 1982. É um dos lugares de passagem obrigatória para quem visita Braga, sendo o melhor miradouro sobre a cidade.

5 comentários:

  1. Outros testemunhos da devoção à Conceição em Braga: a capela dos Coimbras; a igreja de Maximinos; a capela virtual da Sé; o convento nos Pelames...

    ResponderEliminar
  2. Também na Penha, o convento tinha como orago a Senhora da Conceição; a destruída capela do Paço também lhe terá sido dedicada (a imagem vaio a ser tranferida para o seminário menor, que passou a ser Seminário de Nossa Senhora da Conceição); e há quem diga que a Senhora da Torre é uma imagem da Senhora da Conceição.

    ResponderEliminar
  3. Diga-se que a consagração da cidade adveio directamente do cumprimento da ordem emanada da Casa Real, e como confirmação do juramento feito por D. João IV e pelas Cortes no ano anterior.

    Por outro lado, vale a pena evocar o sínodo bracarense de 1637, porque a data da sua declaração sobre a Imaculada Conceição vem a ser a referência para a escolha do dia da colocação da primeira pedra do monumento no Sameiro. Que terá estado subjacente à escolha do dia da coroação da imagem (12 de Junho de 1904), que veio a tornar-se a data actual da comemoração litúrgica.

    ResponderEliminar
  4. Quem Vos coroou
    E Vos fez Rainha
    Assim Vos mostrou
    Quanto amor Vos tinha
    Quanto amor Vos tinha
    Quanto amor Vos tem
    Sois nossa rainha
    Sois a nossa Mãe.

    Assim cantou ontem o meu grupo «Os Sinos da Sé» em Barrada, Reguengos de Monsaraz, Alentejo; este cântico, com letra minha e música de Joaquim Santos foi apresentado pelo meu grupo em 2004 no dia 8 de Dezembro, no Sameiro.

    ResponderEliminar
  5. Quem Vos coroou
    E Vos fez Rainha
    Assim Vos mostrou
    Quanto amor Vos tinha
    Quanto amor Vos tinha
    Quanto amor Vos tem
    Sois nossa rainha
    Sois a nossa Mãe.

    Assim cantou ontem o meu grupo «Os Sinos da Sé» em Barrada, Reguengos de Monsaraz, Alentejo; este cântico, com letra minha e música de Joaquim Santos foi apresentado pelo meu grupo em 2004 no dia 8 de Dezembro, no Sameiro.

    ResponderEliminar