sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

A autofagia da oposição brácara

Não deixei de ficar surpreendido com um artigo de opinião recentemente publicado pelo Diário do Minho, da autoria de Paula Nogueira, deputada municipal do Bloco de Esquerda e putativa candidata à Câmara Municipal de Braga, no qual se mostrava desagradada pelas preocupações sociais do candidato Ricardo Rio.
Ora, como todos sabemos, muitos ex-líderes do PSD têm discordado das políticas do Governo e ser de um partido não significa que se subscreva o que faz o "seu" governo. Muitos socialistas diriam o mesmo no tempo de José Sócrates, estou certo. Se Ricardo Rio discorda, ainda bem, diria o bom senso! Todavia, este artigo vem no seguimento de outras atitudes similares.
Quando rebentou a polémica sobre a compra pela Câmara Municipal da antiga Saboaria e Perfumaria Confiança, a mesma deputada municipal pelo BE veio a terreiro fazer acusações violentas sobre Ricardo Rio, esquecendo-se de comentar o envolvimento de Mesquita Machado e Vítor Sousa que, por pertencerem ao executivo, estariam muito mais "dentro" do negócio. Há uns tempos atrás, outro comunicado revoltava-se contra a presença de Rio em Lomar... Seguiu-se a crítica apontada à solução discutida para o recolhimento das Convertidas.
Quando se tratou do tema das Convertidas e do debate público realizado pela Braga +, onde estavam os deputados municipais do BE? Estavam lá presentes representantes de todos os partidos com assento na assembleia municipal, excepto o BE...e nenhum teve direito a convite particularmente dirigido.
Não entendo este sector da esquerda bracarense. Aponta baterias para o líder da oposição, em vez de combater com ideias quem está no executivo. Trata-se de uma espécie de autofagia, que apenas prejudica o partido que representa e empobrece o discurso político. Quem se limita a acusar e a criticar, sem propor alternativas ou participar nos debates, para além de incorrer numa espécie de arrogância - dado que se coloca acima dos demais - perde a credibilidade intelectual habitualmente patenteada pelos líderes do Bloco de Esquerda. É assim que se faz oposição? A meu ver, não!
Será que se o Bloco eleger um vereador e o PS precisar de maioria na Câmara Municipal, vamos ver o BE coligado com o PS???
Se o Bloco de Esquerda pretende que o PS continue na Câmara, então vai no bom caminho...

Uma das qualidades de Mesquita Machado é saber "contornar" habilmente a oposição. Até Ricardo Rio se afirmar como líder da coligação Juntos por Braga tudo pareceu muito fácil. Não tenhamos dúvidas que a culpa era da fraqueza da oposição, que nunca soube combater com clareza os argumentos de Mesquita Machado. Pelos vistos, em alguns partidos continuamos a ter mais do mesmo...

10 comentários:

  1. Aqui o problema é que Ricardo Rio (bem como a sua entourage Macedo, Hugo Soares, Humberto, etc...) apoiam estas politicas e este lider... está documentado em video, noticias e fotos!

    ResponderEliminar
  2. Está tudo guardadinho p 2013 meus caros. Declarações e fotos de rio a apoiar este governo.
    Não se preocupem que n vai faltar quem relembre isso.

    António Quintas

    ResponderEliminar
  3. Se Ricardo Rio não apoia, há quem na sua equipa apoie. Hugo Soares é um acérrimo defensor da política ultra-liberal do Governo e até já deixou bem claro, na sua moção de candidatura à liderança da JSD, o tipo de Estado-Social que quer e defende. Ele e o líder nacional da JP são dois jotas de direita que não perdem pela demora (politicamente falado).

    ResponderEliminar
  4. Carrissimos, Abram os olhos, então ainda não estão contentes? Pensem bem no que o governo do PSD está a fazer ao povo de portugal. O PSD é um partido ACABADO, vazio. Não era isto que o sá carneiro queria, de certeza que não. Estes meninos de gabinete nada sabem fazer, nada...!. Aindam acham que o PSD pode ganhar eleições prá camara? Claro que não, o PSD não ganha mais nada, porque é um partido para desaparecer. Mas o PS é igual, igualinho, é o partido dos tachos e tachinhos pós amigos. Povo de Braga, existem outros partidos, devemos dar o benefífio da dúvida. O que fez o atual executivo, só fez arranha céus, tornou Braga numa cidade fantasmagórica.

    ResponderEliminar
  5. Em Outubro os mamões do ps e do psd vão começar a bajular outros. rio...quem foi rio? dirão eles?

    ResponderEliminar
  6. O problema é que Rio não é líder da oposição. É, apenas, mais do mesmo. Veja-se o caso Confiança e outros. Ainda bem que há alternativas ao bailinho mandado entre PS e PSD.

    ResponderEliminar
  7. "Quem se limita a acusar e a criticar, sem propor alternativas ou participar nos debates, para além de incorrer numa espécie de arrogância - dado que se coloca acima dos demais - perde a credibilidade intelectual habitualmente patenteada pelos líderes do Bloco de Esquerda." - Corresponde ao melhor estilo dessa gaja! Bem caracterizado, parabéns!

    ResponderEliminar
  8. Parabéns pelo artigo Rui...é pena é que no meio de um artigo "bem caracterizado", como disse o anónimo acima, os restantes comentários se limitem a fazer mais do mesmo e a "esquecerem-se" do cerne do artigo.

    Francisco Silva

    ResponderEliminar
  9. Eu peço-lhe humildemente as minhas desculpas, mas na verdade no minimo estavam dois representantes do BE. A um deles, claro que não foi você mas alguém com esmera criação social até lhe ofereceram cadeira.
    Antes de se fazer qualquer manifestação, devesse ter a certeza do que se diz, para que em seguida não culpabilizem a troika.
    Parece que a vossa politica agora é a da vitimização. Quando não há mais!
    O valor das pessoas está no que são e não no servilismo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Peço desculpa pelo lapso. Efectivamente não me apercebi. Quanto ao servilismo, deve estar a referir-se a andar de braço dado com Vítor Sousa nas Assembleias Municipais, não estará? Quem assistiu à última pode percepcionar isso mesmo...

      Eliminar