terça-feira, 18 de dezembro de 2012

A renovação da avenida 31 de janeiro

© Rui Ferreira 2012
Outrora chamada de avenida das "Gavieiras" e oficialmente "Avenida Salazar", a avenida 31 de Janeiro é uma das mais belas artérias da cidade de Braga. Ficou a designação "31 de Janeiro" em homenagem à tentativa de implantação da república ocorrida no Porto. Não haveria uma designação mais brácara para esta artéria?
Aqui se percebe nitidamente a passagem das estações, para além de permitir uma interessante panorâmica sobre a montanha do Reduto e mesmo sobre o monte Picoto. São também frequentes os bons exemplares de edificações da primeira metade do século XX.
Ora, segundo o plano de actividades da autarquia para 2013, vai ser dado início a projetos de execução da requalificação dos passeios da Av.ª 31 de Janeiro, substituindo o pesado asfalto que preenche actualmente os passeios. Quando se fala em projectos, muitas vezes a vontade é apenas deixar a ideia, todavia esperemos que uma das mais belas avenidas de Braga possa ter a dignidade que efectivamente merece.

7 comentários:

  1. E espera-se também uma via ciclável e estacionamentos, pelo menos assim vinha nos projectos da CMB

    ResponderEliminar
  2. Acho mal estacionamento ali agora via ciclável era bem pensando.
    Espero e que as arvores nao sejam afectadas.

    ResponderEliminar
  3. Avenida que é um pulmão da cidade. Pensem bem antes de executar (se acontecer?)para que não estraguem.

    ResponderEliminar
  4. A ver pelo exemplo da Avenida de Liberdade, bem me parece que o futuro dessas já maduras árvores está traçado e o passar das estações, muito bem apontado neste post, vai ser também um dos atributos que se vai perder nesta artéria bracarense...

    ResponderEliminar
  5. A ver pelo exemplo da Avenida de Liberdade, bem me parece que o futuro dessas já maduras árvores está traçado e o passar das estações, muito bem apontado neste post, vai ser também um dos atributos que se vai perder nesta artéria bracarense...

    ResponderEliminar
  6. Será que vai ser desta que ''voarão'' dos passeios os ''automóveis''... junto à Cruz Vermelha e não só...
    E a ''ciclovia'' até ao centro histórico?
    Nos tempos que correm ainda se vai vendo um ou outro a pedalar no alcatrão do passeio... e depois?

    ResponderEliminar
  7. Não se arranja nada de mais brácaro porque a comparar com o que no Porto se tentou implantar de inovador ao longo do tempo e da história em prol do país, em Braga só se deu o pontapé de saída para o Salazarismo e queimaram-se sedes do PC no 25 de Abril.

    Ainda recentemente a Cidade Capital Europeia da Juventude não foi capaz de reivindicar a direcção regional do IPJD.

    Péssimo hábito de nunca fazer nada de novo e a culpa ser sempre do Porto.

    ResponderEliminar