quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

O duelo mais esperado em 2013

As eleições autárquicas que se realizam no segundo domingo de outubro prometem marcar o ano de 2013 em Braga. Depois de 37 anos como presidente da Câmara, Mesquita Machado vai finalmente passar a pasta...a Ricardo Rio ou Vítor Sousa?

Os prós de Ricardo Rio
+ Candidata-se pela terceira vez, sendo que na última conseguiu amedrontar Mesquita Machado e obrigar o PS a movimentar o aparelho como nunca se viu
+ É já um rosto bem conhecido dos bracarenses e tem um trabalho reconhecido na oposição
+ Pode beneficiar da ausência de Mesquita Machado do rol eleitoral
+ Detém maior popularidade na zona urbana e é mais empático com a "massa cinzenta" da cidade

Os contras de Ricardo Rio
- Pode sair afectado do desgaste mais do que evidente do governo central e dos seus silêncios relativamente a esse assunto
- A reforma administrativa, que reduziu 25 freguesisas ao município de Braga pode retirar-lhe apoios nas freguesias onde mais necessita de crescer

- A falta de rostos mais pro-activos na sua lista pode ser fatal. Ricardo Rio é o único rosto válido na actual coligação.
- A indecisão do CDS-PP não ajuda à afirmação inequívoca como candidato da direita


Os prós de Vítor Sousa
+ Beneficia de uma tradição eleitoral socialista e de uma base de apoio mais segura
+ A aparente unidade gerada com Hugo Pires pode trazer-lhe benefícios eleitorais no que concerne aos jotas do partido
+ O facto de estar no executivo pode granjear-lhe um clima pré-eleitoral, jantares e inaugurações que beneficiem a sua presença e imagem
+ Detém maior popularidade na zonas rurais

Os contras de Vítor Sousa
- O processo das "luvas" como administrador dos TUB é um fantasma que continuará a pairar sobre a sua credibilidade
- O discurso populista - do amigo dos desfavorecidos e da colagem de Ricardo Rio ao Governo - pode dar-lhe alguns votos à esquerda, mas retira-lhe credibilidade no eleitorado urbano e do centro
- A cisão interna no PS-Braga levará muitos simpatizantes de António Braga a retirar-lhe o voto nas autárquicas
- Mesquita Machado, como sabemos, nunca deu azo a grandes protagonismos no seu executivo. Por isso mesmo, Vítor Sousa não é tão conhecido entre o eleitorado como eventualmente achará...

7 comentários:

  1. A massa cinzenta vota em RR? desde quando? é essa a arrogancia que rr nunca percebeu. é essa a arrogancia que lhe vai dar a terceira derrota consecutiva. vai ser a dois? pois esperem bem sentados. no dia das eleições n vai ser o rosto de ricardo rio a lá estar mas a sigla psd e cds, a mesma deste governo. só isso basta.

    depois de um ano em cheio em braga, o ps só perde se quiser.

    Manuel Pinto

    ResponderEliminar
  2. Se todos os bracarenses convivessem no seu dia-a-dia com os dois candidatos, rapidamente se aperceberiam qual é o que tem o intuito de ajudar e qual é o que ajuda com intuito...

    ResponderEliminar
  3. Rui,
    Discordo de algumas das coisas que diz mas acho que fez uma análise bastante acertada no global.
    Em relação ao Ricardo Rio há um aspecto que tenho que discordar quando fala da equipa dele. Se qualquer dos elementos da sua equipa anterior batia aos pontos os membros da equipa do Mesquita Machado, o nome já anunciado para a nova equipa é inquestionável. Se o Firmino Marques não é um rosto pro-activo então quem é?
    Quanto ao Vítor Sousa, a questão da notoriedade é um problema objectivo e já assumido publicamente pelos seus mais próximos, como o João Nogueira no programa da Antena Minho. Por isso é que agora é ele a dar a cara pela Câmara em quase todos os eventos.

    Quanto aos dois comentários anteriores, tendo a concordar com o primeiro num aspecto: só se pode fazer essa leitura se se associar ao eleitorado urbano um maior nível escolar e intelectual, mas nem sempre é assim. O que é verdade é que a massa cinzenta pró-socialista anda muito adormecida: alguém percebe que não haja nenhuma voz do PS a contestar o negócio das piscinas?
    Quanto ao Luís Amaro concordo totalmente. Ainda não conheci ninguém que tivesse estado em privado com o Ricardo Rio que não ficasse adepto.
    Ana Patrícia

    ResponderEliminar
  4. O PSD Braga gosta mesmo de perder.
    Como é possivel apresentar o mesmo candidato após este ter perdido duas vezes? E de ja ter dito (1ªs eleiçoes) que não se candidatava de novo caso perdesse.

    Não conheço as pessoas dentro do partido, mas não acredito que não haja lá ninguem melhor.

    E com isto continuaremos a ter o PS mais corrupto do país a governar a cidade.

    O 1º passo para peder é não querer ganhar, e o PSD claramente não o quer.
    Eu no Rio não voto mais, prefiro votar em branco ou dispersar o voto por partidos pequenos.
    Mas mesmo com outro candidato não sei chegaria para ganhar, pois a imagem do PSDnacional não anda muito famosa.

    ResponderEliminar
  5. Victor Sousa ou Ricardo Rio é Farinha do mesmo saco O UNICO EM QUEM VOTAVA É O HUGO PIRES QUE CONHEÇO HOMEM HONESTO HUMILDE E COM HUMANIDADE INTEGRAL. Eu vou votar no Bloco de Esquerda porque não mudar ou os bracarenses tem medo.

    ResponderEliminar
  6. "Ainda não conheci ninguém que tivesse estado em privado com o Ricardo Rio que não ficasse adepto." O mesmo se passa com o Vitor Sousa.

    Acrescentar, ainda, que Vitor Sousa já criticou publicamente o projecto das piscinas, revelando, inclusivé, que sempre foi contra o projecto.

    ResponderEliminar
  7. Falei eu com o ricardo rio e vi arrogância e vaidade.

    ResponderEliminar