domingo, 9 de dezembro de 2012

Um minuto de puro populismo

A última reunião da Assembleia Municipal de Braga ficou marcada por um episódio triste e de puro populismo. O Partido Comunista propôs um minuto de silêncio pelas freguesias "desaparecidas" e o Partido Socialista apoiou esta conduta.
É bom recordar que o minuto de silêncio é um gesto que pretende perpetuar e homenagear o desaparecimento de seres humanos, portanto algo que não pode nem deve ser banalizado.
Depois é lamentável que, uma vez mais, o partido que promoveu esta reforma administrativa e que é responsável pelo facto do município de Braga perder 25 freguesias em vez de 15, venha agora vitimizar-se e aliar-se a um partido de protesto. Esperemos que alguns socialistas de bom senso levantem a voz contra esta forma de estar na política, que em nada enobrece o exercício de tão elevadas responsabilidades.

PS - Assistir à Assembleia Municipal, para além de despertar alguns bons discursos de vários quadrantes, permite também perceber a falta de seriedade dos deputados presentes (sempre num entra e sai e desatentos do que está a ser dito...) e observar o desfilar (literal!) de alguns egos...

1 comentário:

  1. Eu que até sou comunista rvejo-me completamente na reforma administrativa de freguesias. Acho que esta reforma pecam é por defeito deviam ser mais as junções de freguesias e acima de tudo de municipios. Só quem não conhece Portugal é que pode defender a continuidade de alguns municipios. Existem municipios com duas mil pessoas no concelho onde todos se conhecem e são quase todos da mesma familia. É ridiculo a quantidade de municipios que existem em Portual. Muitas vezes as pessoas so defendem a continuidade desse municipio pq sao funcionarias das Câmaras. Alias em muitos mjunicipios o principal empregador é a Câmaraa. Arrisco me a dizer que em alguns casos o municipio tem só tem funcionarios camarârios e reformados (e umas 10 crianças). Situação ridicula.

    Quanto as protesto do PCP desculpa Rui mas na minha opiniao não tens razão. O PCP tem todo o direito de o apresentar e populistas são todos... olha que o PPD é bem populista em algumas causas. Vemos bem o aproveitamento politico que RR quer fazer da luta pelo Patrimonio em Braga.

    ResponderEliminar