sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

Unidos contra o centralismo

«Tendo em conta,
- a importância do serviço público de televisão para a promoção da coesão territorial e de um vasto conjunto de princípios inerentes ao conceito de desenvolvimento equilibrado do território nacional;
- a importância da descentralização dos meios de produção que sempre caracterizou a estação de televisão pública, facto que lhe permitiu uma maior proximidade às populações e lhe granjeou invejáveis níveis de reconhecimento público;
- a iportância de um Centro de Produção de televisão para a vasta região envolvente, particularmente para a promoção das suas dinâmicas sociais e económicas;
-a importância de um programa como o “Praça da Alegria”, emitido pelo principal canal da Rádio e Televisão de Portugal (RTP), para a efectivação do “serviço público de televisão”, concretamente através da manifesta proximidade ao quotidiano de uma mancha populacional superior a três milhões e meio de pessoas, ou seja, 35 por cento da população portuguesa;
- a anunciada transferência do programa “Praça da Alegria” do Centro de Produção da RTP do Monte da Virgem (Porto) para os estúdios de Lisboa e a inevitável alteração do conceito que caracteriza este programa de há 18 anos a esta parte, sempre valorizando a região norte e, muito particularmente, o Minho;
- o implícito sinal de diminuição do estatuto deste Centro de Produção do Norte e de esvaziamento do seu conceito estratégico;
a Câmara Municipal de Braga, hoje  (20 de Dezembro) reunida em sessão ordinária, delibera aprovar:
- um voto de protesto pela anunciada transferência do programa “Praça da Alegria” do Centro de Produção da RTP no Monte da Virgem (Porto) para estúdios de Lisboa e pelo consequente indício de menorização da delegação da estação de televisão pública no Norte, com óbvias consequências para a cabal efectivação do conceito de “serviço público de televisão” e para o contributo que se supõe este preste à promoção da coesão territorial e de desenvolvimento equilibrado do todo nacional.»

Vereação da Câmara Municipal de Braga

Sem comentários:

Enviar um comentário