sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

Confiança apaixona bracarenses


O debate público sobre a reconversão da antiga saboaria e perfumaria Confiança, promovido esta quarta-feira pela Braga + e pela JovemCoop, teve uma adesão extraordinária e permitiu sentar à mesma mesa Ricardo Rio, Vítor Sousa, Luís Tarroso Gomes e José Lopes Cordeiro.
O debate centrou-se essencialmente no processo de aquisição e nas dúvidas que o negócio suscitou. O especialista em património industrial, Lopes Cordeiro, recordou a importância de preservar a memória industrial de Braga. Por sua vez, Vítor Sousa garantiu a transparência do negócio, tentando colar a sua posição a Ricardo Rio.
Ricardo Rio recordou que o suporte dado pela Coligação Juntos por Braga ao negócio da Confiança se deveu a uma questão de coerência, dado que sempre inscreveu esse ponto no seu programa eleitoral. O candidato à Câmara Municipal de Braga recordou que o PS nunca inscreveu tal intenção nos sucessivos programas eleitorais...
Uma das virtudes do debate foi a promessa dada pelo vice-presidente da Câmara Municipal, de que a Confiança vai ser vedada, de forma a impedir mais actos de vandalismo como os que têm sucedido, particularmente de há um ano a esta parte. A preocupação foi exposta por Luís Tarroso Gomes, que se confessou surpreso por não ter sido garantida, desde logo, a proteção física do imóvel, no momento do início do negócio de aquisição.
Pena foi a presença de algumas pessoas cujo objectivo não passava pelo diálogo ou pela discussão de ideias, mas meramente para fazer claque partidária e suscitar burburinhos e comentários paralelos (particularmente de um dos principais partidos...). O cacique partidário em força. Desta forma de fazer política estamos fartos...

A Casa dos Coimbras encheu por completo, em dia de derby, garantindo que os bracarenses continuam apaixonados por este projecto e exigem a sua concretização.

2 comentários:

  1. Viva! Eu, infelizmente não pude estar presente. Ao ler o seu "post" não fiquei esclarecido, nomeadamente no que refere no seu penúltimo parágrafo. Pode concretizar?
    Obrigado
    A. Alberto

    ResponderEliminar
  2. Estava a falar do João Nogueira do PS, certo?

    ResponderEliminar