terça-feira, 8 de janeiro de 2013

O texto que irritou Mesquita



Ontem, na edição do Diário do Minho, o coordenador-geral da JovemCoop, Ricardo Silva, comentou as ausências do Presidente da Câmara na Capital Europeia da Juventude, questionando o significado das mesmas no contexto da organização:

«Era necessário que o Sr. Presidente mostrasse que acreditava nos jovens, que acreditava que esta geração tem a responsabilidade de se preparar para o futuro e tem o direito à cidade e à sua participação. Afinal, em que acredita o nosso Presidente? Afinal, quais são as políticas estruturantes do município na área da juventude? Afinal, que sinal pretendeu o nosso Presidente mostrar à cidade com a sua ausência nos momentos capitais da BragaCEJ2012?»

Segundo fontes próximas da autarquia, Mesquita Machado leu o texto e terá ficado irritado com o mesmo. Creio até que o próprio Hugo Pires estará de acordo com grande parte da argumentação exposta por Ricardo Silva, todavia não deve sobrar-lhe muita coragem para confrontar o seu Presidente. Quem sabe, um dia saberemos um pouco mais.

PS - Efectivamente, as palavras “democracia” e “cidadania” deveriam estar mais presentes no vocabulário de alguns senhores cá do burgo…

1 comentário:

  1. Quem acredita, marca presença, nem que seja por uma questão de motivar a sua equipa de trabalho e dar um claro sinal de apoio.
    Quem não aparece e nada diz, não contribui para a cidadania, não participa nos assuntos da cidade, levando a crer que não quis fazer parte do slogan "Todos somos Braga".

    ResponderEliminar