terça-feira, 8 de janeiro de 2013

Os candidatos à pasta da Cultura

Com a proximidade das eleições autárquicas, começam a perfilar-se os rostos dos prováveis executivos camarários. A cultura é uma das pastas que vai dar mais que falar, quer pelo potencial que a cidade apresenta, quer pela falta de uma política concertada nesta área de intervenção. Os nomes mais falados são principalmente independentes, que podem aceitar o repto de Ricardo Rio ou Vítor Sousa.

Aqui ficam os nomes:
  • Firmino Marques, presidente da Junta de S. Victor - Juntos por Braga
  • Felisbela Lopes, investigadora da Universidade do Minho - PS
  • Miguel Bandeira, presidente do ICS (Universidade do Minho) - Juntos por Braga
  • Ricardo Silva, coordenador JovemCoop - Juntos por Braga
  • Ilda Carneiro, actual responsável pelo pelouro da Cultura - PS
  • Rui Madeira, director do Theatro Circo - PS
  • Maria Torcato Baptista, TinBra - PS

6 comentários:

  1. É um pelouro com visibilidade reduzida em Braga, mas que merece uma pessoa com visão, estratégia, capacidade mobilizadora, empreendedor e sem pronto a resolver a dar o maior apoio aos agentes culturais, nas mais variadas áreas.
    Esta pode ser uma das pastas que bem dinamizada pode trazer bom retorno a Braga.
    Pessoalmente, reconheço todas essas qualidades ao Dr. Firmino Marques, pelo que tenho a certeza que a vereação sairia dignificada e Braga ganharia com a sua experiência e vontade de fazer mais.

    ResponderEliminar
  2. A mim parece-me que há aí nomes ao estilo de Álvaro Santos Pereira, que, a bem dizer, só está no governo porque criticava (com toda a legitimidade) o executivo de Sócrates.

    E outros nomes que, por exemplo, não promovem a igualdade entre os cursos dentro de um determinado instituto universitário.

    ResponderEliminar
  3. A mim parece-me que o Dr. Firmino Marques merece muito mais do que a Cultura. Se o Dr. Firmino Marques não for claramente o nº 2 de Ricardo Rio será um enorme tiro no pé. Sem qualquer desconsideração pelo pelouro da cultura, todos percebemos que seria como contratar o CR7 para jogar a trinco.

    ResponderEliminar
  4. Esta lista de nomes é surpreendente.
    Firmino Marques daria um excelente vereador da cultura, mas também do turismo, do apoio social, das freguesias, da juventude, da educação, da protecção civil, pois tudo o que fez na junta assim prova.
    A Felisbela Lopes, só se for para cumprir as cotas femininas das listas e tentar seduzir o eleitorado intelectual da academia, porque pode ser excelente comunicadora, mas serviço na cultura não lhe é propriamente um ponto forte, a não ser que abra uma televisão em Braga ou seja mesmo para tentar seduzir as televisões a virem mais vezes a Braga.
    O Miguel Bandeira seria mais perfilado para o planeamento, obras e centro da cidade.
    O Ricardo Silva daria, quanto muito, um bom boy para a juventude.
    A Ilda Carneiro é péssima vereadora, por isso nem devia entrar nestas contas.
    O Rui Madeira e a Mariazinha são nomes interessantes, por estarem ligados ao teatro, o primeiro mais formal e intelectual, a segunda por ser mais próxima do teatro informal e popular. Se o primeiro é arrogante q.b. e com provas dadas que não sabe gerir o teatro circo, nem merece que se pense que poderia gerir a cultura de Braga. A Mariazinha é ligada ao V.S. e deve andar à espera do tacho, mas reconheço que é dinâmica e chega onde quer, logo não seria uma surpresa vê-la como vereadora.
    Mas o autor devia explicar porque associa a Felisbela ao PS e o Ricardo da jovemcup à coligação.
    O meu contributo para a vereação da cultura é o seguinte: Eduardo Pires de Oliveira, Hermínio da Costa Machado do rancho dos professores, o Pe.João Torres de Priscos e Esporões e a Isabel Silva do museu d.Diogo de Sousa, todos eles com provas dadas no terreno.

    ResponderEliminar
  5. "Os nomes mais falados" onde?!?
    GS

    ResponderEliminar
  6. O Dr. Firmino merece mais que a cultura, mas a cultura merece o Dr. Firmino...

    (e eu, supostamente de esquerda, só acredito nos nomes da coligação Juntos por Braga... dos outros estamos nós fartos)

    ResponderEliminar