quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

Semana Santa: património da humanidade?

Durante a apresentação do maior cartaz turístico de Braga, a Semana Santa, o presidente da auto-denominada entidade de Turismo do Porto e Norte de Portugal, Melchior Moreira, desafiou a Câmara Municipal de Braga a candidatar estas solenidades a Património Imaterial da Humanidade. Ora aqui está um interessante desafio para Braga e os bracarenses, sabendo nós como o turismo é cada vez mais importante no contexto da economia nacional e como o Porto atrofia este tipo de aposta no Norte de Portugal.
Melchior Moreira criticou ainda o Governo por não ter referido o turismo religioso como "ponto estratégico" no novo Plano Estratégico Nacional do Turismo (PENT), contando apenas como "um apontamento". Uma crítica oportuna, sem dúvida!
Em 2013 a Semana Santa bracarense terá um orçamento de 170 mil euros e incluirá as tradicionais procissões, concertos, exposições e o já "habitual" concurso de fotografia com o objetivo de "manter o bom nível" que o evento alcançou nos últimos anos.

1 comentário:

  1. Podia ter aproveitado para desafiar também a CMB a classificar o São João uma celebração com 500 anos que se difundiu pelo antigo império, como são exemplo as inúmeras celebrações no Brasil.

    ResponderEliminar