terça-feira, 12 de fevereiro de 2013

Carnaval à moda de Braga

Os adeptos do Braga disfarçaram-se de palhaços na noite de ontem...
O Carnaval em Braga afinal começa a ganhar tradição. A cidade católica por excelência, que primava pelos bailes e mascarados apenas nas festas de São João, e vivia a Quaresma com uma solenidade que impedia os excessos da quadra carnavalesca, está a ter este ano um Carnaval animadíssimo e cheio de peripécias.
Os bombeiros disfarçaram-se de serviçais da Câmara Municipal, indo sorrateiramente destruir cartazes que alguns grupos de bracarenses colocaram, manifestando-se legitimamente contra o alargamento da área de parcómetros. Os seguidistas do costume - para não lhes chamar outra coisa pouco edificante, mas também carnavalesca - conseguem justificar este acto na ilegalidade dos mesmos cartazes. Ora, cartazes destes temos às centenas nas ruas da cidade, patrocinando desde festas em discotecas, até concertos em bares académicos, até manifestações políticas e festivais de música universitária. Por vezes, ficam meses a fio a decomporem-se na via pública. Não me recordo de ver tamanha preocupação da autarquia em retirar esses cartazes ilegais... Só mesmo porque é Carnaval!
No estádio Axa, na noite tradicionalmente dedicada à folia, vimos uma besta vestida a rigor no banco de suplentes do Sporting de Braga. Os palhaços, aqueles que apesar das desilusões e irritações de uma época desastrada, não resistem à sua paixão, assistiram ao espectáculo da besta a partir da bancada. A besta contou ainda com o auxílio de uma pulga amestrada, chamada Salino, que abriu as alas para o exército amarelo atacar com êxito em três ocasiões. Em sinal de agradecimento e espanto, responderam agitando lenços à besta. Um espectáculo memorável! Os palhaços jamais esquecerão...
Mas ainda não estava completa esta noite inenarrável! O Todo-Poderoso, disfarçado de Salvador ou Messias - ou J.C., apenas para os amigos - desceu à terra sobre a forma humana. Prontificou-se a comentar o espectáculo da besta e a reacção dos palhaços. Talvez porque estivesse emocionado, pois muitos dos palhaços foram os mesmos que decidiram revoltar-se contra a colocação de mais parcómetros e basicamente estragaram-lhe o negócio, ou simplesmente porque não está para correr riscos desmesurados em pagar 2 milhões de euros a esta besta que deixa boquiabertas bancadas de todo o mundo, garantiu que os espectáculos vão continuar até maio! Os palhaços não queriam acreditar na boa nova e questionavam-se até se o seu coração vai aguentar tamanha emoção durante tanto tempo... Por seu turno, a besta - talvez desiludida por esta boa nova - também surpreendeu todos, com muita modéstia e humildade, classificando o espectáculo como resultado da "falta de sorte" e garantindo "mais e melhor no futuro". Os palhaços, rodeados pela emoção do momento, coroaram esta besta com o título de "besta quadrada", dando-lhe o tão ambicionado título que busca desde a sua juventude! Uma noite inenarrável!
E porque é Carnaval ninguém, obviamente, leva a mal...

PS - E porque se fala em brincadeiras de carnaval, devo dizer que mais palhaço me senti - e tive até que ajeitar o meu laço - quando percebi o valente camarote sustentado pela Agere no estádio Axa. É isto que os leva a aumentar 3,3% a água e 8% o saneamento? É isto que fazem com os 4,2 milhões de lucro?

1 comentário:

  1. De outros palhaços que foram bater em mulheres e crianças é que não lhe apetece falar! É carnaval...

    ResponderEliminar