sexta-feira, 19 de abril de 2013

Debate Sete Fontes: a força da cidadania

Apesar de classificadas, as Sete Fontes continuam a estar expostas a agressões
A Braga + e a JovemCoop realizaram, ontem à noite, mais um debate público, desta feita sobre o futuro do complexo eco-monumental das Sete Fontes.
A grande novidade da noite foi o anúncio, pelo vereador Hugo Pires, de que a variante que iria ser construída de acesso à EN 103 já não vai atravessar os terrenos onde assenta este monumento nacional.
Entre outros aspectos abordados, as associações cívicas presentes, nomeadamente a ASPA e os Peticionários pelas Sete Fontes, manifestaram a preocupação para com a construção nos terrenos adjacentes e a demora na salvaguarda do monumento.
Inédita, foi a assunção do erro da autarquia em 2001, quando os terrenos passaram de agrícolas a urbanizáveis. Hugo Pires admitiu que, se fosse hoje as coisas teriam sido diferentes.
O problema é sabermos porque é que efectivamente se libertaram aqueles terrenos para construção...

Sem comentários:

Enviar um comentário