segunda-feira, 29 de julho de 2013

Biba Santa Marta da Falperra!

A capela de Santa Marta antes da reconstrução em 1919
O antigo retábulo dos Remédios decora o altar-mor da capela
A Falperra vive hoje o dia grande da sua romaria em honra de Santa Marta e Santa Maria Madalena, a segunda maior festa de Braga. A este propósito convém lembrar a imensa devoção existente neste lugar do município de Braga em honra de Santa Marta, cujo dia é assinalado hoje pela Igreja.
Coexistindo duas capelas muito próximas dedicadas a esta devoção - a mais antiga é a das Cortiças no alto do monte de Esporões - o cerne do arraial acontece junto da capela de Santa Marta do Leão, que coroa uma frondosa avenida, onde existe a fonte do Leão.
Esta capela, datada de 1917, foi oferecida a expensas do benemérito bracarense Júlio d'Amorim Lima, que também ofereceu a talha barroca do interior. O conjunto que integra sanefas, altar, tribuna e púlpito era pertença da antiga igreja do convento dos Remédios, demolida em 1911. A imagem da padroeira é da autoria do sublime escultor bracarense João Evangelista Vieira.
Antes da edificação da atual capela existia uma pequena ermida que foi construída nos finais do século XVIII em ligação com a capela das Cortiças, que ficava mais longínqua dos romeiros. Ainda hoje subsiste um caminho entre as duas ermidas, sendo que a capela de "apoio" acabou por retirar o protagonismo à ancestral.
Aqui respira-se Braga, como o atesta a benemérita acção de bracarenses...ainda que algum espertalhão tenha desviado a linha de fronteira entre municípios para lá da edificação.
Vale a pena subir hoje à Falperra!


Sem comentários:

Enviar um comentário