quarta-feira, 21 de agosto de 2013

Um espião no balneário?

Tem sido insistente num dos matutinos desportivos a ideia de que o Sporting Clube de Braga está interessado em acolher jogadores emprestados do Benfica. Primeiro foi Nélson Oliveira, depois Fariña, depois Jardel, agora é Hugo Vieira.
Não tenho nada contra os jogadores em causa, os quais admiro particularmente. Todavia ter jogadores emprestados de um clube que pode vir a ser - como tem sido nos últimos anos - um rival directo do Braga nas competições internas, é um risco excessivo que não faz sentido correr.
Quando vemos árbitros amigos condicionarem a presença de jogadores adversários contra certos clubes. Quando vemos expulsões estranhas e oportunas, fífias de jogadores cuja desconcentração não se percebe a origem. Quando sabemos que o submundo do futebol esconde muitas jogadas de bastidores, cujos efeitos só podemos desconfiar, o melhor é precaver.
Acho muito estranho que um dos jornais desportivos insista tanto na ideia de o Sporting Clube de Braga vir a ter jogadores emprestados pelo seu clube de afeição. Esta insistência não deixa de ser estranha e por ser estranha deixa-me desconfiado. Por isso mesmo, quanto à possibilidade de ter um jogador no balneário que possa vir a adoptar condutas similares ao que já vamos vendo acontecer, não, obrigado!

Sem comentários:

Enviar um comentário