quinta-feira, 26 de setembro de 2013

Desvalorizar Braga: relvados sintécticos

Os relvados sintécticos vão ser recordados como uma das imagens de marca da gestão socialista da Câmara Municipal de Braga. Sabemos hoje que a "brincadeira" populista dos relvados sintéticos, com que o generoso Mesquita Machado tem brindado clubes e freguesias do município, está a custar à autarquia cerca de 43,5 milhões de euros. Mais surpreendente é a verba destinada ao salário dos dois únicos funcionários responsáveis pela execução dos sintéticos: 63 mil euros, ou seja, um ordenado mensal de 2.260 euros.
Aqui está o exemplo de uma parceria público-privada à moda de Braga, da qual os maiores beneficiários são os empreiteiros que a constituem e...obviamente os cidadãos que vão utilizar estes equipamentos construtivos.
Confesso que é bastante mais agradável disputar uma partida de futebol num campo com relvado sintético e que até se justifica a construção de alguns exemplares numa cidade com o nível de Braga. Todavia, o exagero é questionável e os próprios clubes de futebol se começam a queixar da falta de condições económicas para manter este tipo de espaços. A prova de uma acção política pouco discernida.

Esperemos que os socialistas de bom senso saibam fazer a devida auto-crítica. O populismo rende votos, mas não dura para sempre.

Assim se desvaloriza Braga...

Sem comentários:

Enviar um comentário