sábado, 14 de setembro de 2013

O Debate: Ricardo Rio e Inês Barbosa

Ricardo Rio, como seria de esperar, foi o alvo preferido da união Vítor Sousa - Carlos Almeida. O candidato da coligação Juntos por Braga enfrentou a demagogia do discurso dos seus adversários esquerdistas, nomeadamente nos desvios tentados para o debate das políticas nacionais. Sintomas claros da percepção de Ricardo Rio como o mais que provável vencedor das autárquicas. Em outros tempos, o alvo seria o candidato socialista. Um sinal positivo para o candidato da coligação de direita, que não perdeu a lucidez e apresentou as suas propostas. Perante a inédita revolta de Vítor Sousa para com a situação de muitos reformados, Ricardo Rio fez questão de lembrar ao candidato socialista as suas especiais regalias concedidas por uma aposentação alcançada aos 45 anos...
Quanto a Inês Barbosa, foi a grande vencedora da noite, para quem assim gosta de avaliar este género de embates. A candidata da Cidadania em Movimento revelou-se e rebelou-se, pondo a nú as fragilidades do discurso de Vítor Sousa com grande classe e ironia. A miúda deu água pela barba ao candidato socialista! Inês Barbosa cumpriu também integralmente o objectivo de comentar as propostas da sua candidatura, não se perdendo em assuntos que estão ausentes das competências municipais. Uma prova de fogo ultrapassada com excelência e distinção!

2 comentários:

  1. Prezado Rui Ferreira
    Permita-me discordar da análise que fez ao debate.
    Pareceu-me precisamente o contrário, Victor Sousa sereno, muito eficaz no discurso e nas ideias que passou, apostando obviamente nos pontos fortes daquilo que é o legado socialista, enquanto por sua vez Ricardo Rio pareceu-me muito inseguro, bastante nervoso, adoptando um ar muito pouco empático, o que a meu ver só o prejudica.
    Aliás o facto de Ricardo Rio ter trazido nesta altura à coacção a reforma de Victor Sousa é sintomático do desespero argumentativo, porque objectivamente trata-se de um mero ataque pessoal que quase sempre joga contra quem o produz.
    Se Ricardo Rio for intelectualmente honesto, e eu sinceramente acredito na sua boa fé e estou convicto que ele é uma pessoa de bem,reconhecerá que há muitas centenas, acredito que milhares de políticos militantes também do Psd nesta situação.
    E o dramático deste discurso é que um eleitor que não está ligado a qualquer partido percebe que a crítica não é credível, porque para que Ricardo Rio fosse devedor dessa credibilidade teria de criticar todos os seus companheiros de partido que estão na mesma situação, e que curiosamente vejam só como as coisas são, têm vindo a público dizer mais ou menos o que dizem os socialistas!
    Depois admiram-se de uma grande parte da sociedade civil achar que os políticos são todos iguais! Com críticas desta estirpe que querem que as pessoas fiquem a pensar?
    Não estou a discutir se Ricardo Rio tem ou não razão na matéria de facto que ele evoca, o que digo é que trazer isto neste timing é patético, desajustado e pouco credível, e inclusive dsvia as atenções das suas propostas, o que em última análise pode-se questionar se na realidade não era esse o seu objectivo quando trouxe esta questão.
    Creio que esta campanha está a ser bem dispotada, como bracarense fico feliz em saber que as nossas eleições vão ser das mais disputadas e interessantes do país, acho que são duas candidaturas muito fortes que estão a dar o melhor de si, e para a democraci isto é fantástico.
    Acredito que Rio iniciou esta campanha com uma ligeira vantagem, mas acho que estas semanas estão a correr melhor claramente para Victor Sousa, a tal ponto de eu dizer que hoje creio que ele já conseguiu inverter esta tendéncia e está melhor colocado para ganhar a eleição.
    Eu ando todos os dias na cidade, e vejo muitos indecisos a penderem para o lado de Sousa.Que ganhe a democracia, são os meus votos.

    ResponderEliminar
  2. Prezado Rui Ferreira
    Permita-me discordar da análise que fez ao debate.
    Pareceu-me precisamente o contrário, Victor Sousa sereno, muito eficaz no discurso e nas ideias que passou, apostando obviamente nos pontos fortes daquilo que é o legado socialista, enquanto por sua vez Ricardo Rio pareceu-me muito inseguro, bastante nervoso, adoptando um ar muito pouco empático, o que a meu ver só o prejudica.
    Aliás o facto de Ricardo Rio ter trazido nesta altura à coacção a reforma de Victor Sousa é sintomático do desespero argumentativo, porque objectivamente trata-se de um mero ataque pessoal que quase sempre joga contra quem o produz.
    Se Ricardo Rio for intelectualmente honesto, e eu sinceramente acredito na sua boa fé e estou convicto que ele é uma pessoa de bem,reconhecerá que há muitas centenas, acredito que milhares de políticos militantes também do Psd nesta situação.
    E o dramático deste discurso é que um eleitor que não está ligado a qualquer partido percebe que a crítica não é credível, porque para que Ricardo Rio fosse devedor dessa credibilidade teria de criticar todos os seus companheiros de partido que estão na mesma situação, e que curiosamente vejam só como as coisas são, têm vindo a público dizer mais ou menos o que dizem os socialistas!
    Depois admiram-se de uma grande parte da sociedade civil achar que os políticos são todos iguais! Com críticas desta estirpe que querem que as pessoas fiquem a pensar?
    Não estou a discutir se Ricardo Rio tem ou não razão na matéria de facto que ele evoca, o que digo é que trazer isto neste timing é patético, desajustado e pouco credível, e inclusive dsvia as atenções das suas propostas, o que em última análise pode-se questionar se na realidade não era esse o seu objectivo quando trouxe esta questão.
    Creio que esta campanha está a ser bem dispotada, como bracarense fico feliz em saber que as nossas eleições vão ser das mais disputadas e interessantes do país, acho que são duas candidaturas muito fortes que estão a dar o melhor de si, e para a democraci isto é fantástico.
    Acredito que Rio iniciou esta campanha com uma ligeira vantagem, mas acho que estas semanas estão a correr melhor claramente para Victor Sousa, a tal ponto de eu dizer que hoje creio que ele já conseguiu inverter esta tendéncia e está melhor colocado para ganhar a eleição.
    Eu ando todos os dias na cidade, e vejo muitos indecisos a penderem para o lado de Sousa.Que ganhe a democracia, são os meus votos.

    ResponderEliminar